sexta-feira, 11 de abril de 2014

*

Esse cheiro que vem lá do jardim
não me põe na cena (nem flor, nem espinho)
é só uma saudade que ensina
onde não estou e onde não estarás

Um comentário:

A Marques disse...

Imagem poética...! Texto profundo como uma saudade, que é vasta de sentidos e pensamentos e, sem a necessidade de dizer muito...

Postar um comentário